Culinária Adaptada – O que é?

A Culinária Adaptada para Disfagia é a modificação (adaptação) da alimentação do paciente disfágico para uma consistência que seja mais segura para ele.

É o termo que eu utilizo para falar sobre o trabalho de orientação prática que realizo sobre essa adaptação. Mas vemos na literatura termos como: Dieta para Disfagia, Dieta Adaptada ou Dieta Modificada para Disfagia.

Esta adaptação de consistências pode ser dos alimentos sólidos, dos líquidos ou de ambos e possui níveis de modificação diferentes (picado, moído, pastoso, espessado…), que irão depender das dificuldades que o paciente tem com a deglutição.

Apesar de parecer fácil, adaptar uma alimentação normal pode ser um desafio, já que na consistência adaptada (principalmente na pastosa) o sabor, a variedade e a aparência da refeição podem estar comprometidos, interferindo na aceitação e ingesta do paciente.

Meu objetivo é poder orientar tanto os profissionais quanto os familiares e cuidadores de pacientes disfágicos a respeito da dieta pastosa, demonstrando as consistências, e dando dicas de como fazê-las.

Com ênfase nos sabores e aparência do prato, demonstro que é possível oferecer uma refeição bastante saborosa e atrativa, além de variada, devolvendo a dignidade ao se alimentar e qualidade de vida ao paciente.

 

Prato principal: Purê de batatas, creme de moranga, creme de espinafre, frango ao molho de 4 queijos e cumbuquinha de feijão. Foto: Fonocozinhando

26 respostas em “Culinária Adaptada – O que é?

  1. Muito interessante o tema do seu blog.
    Sou Terapeuta da Fala em Portugal e pela primeira vez li um blog orientado para a culinária adaptada para doentes com disfagia, uma óptima ideia e uma belicissima forma de incentivar os pacientes, cuidadores e até Terapeutas para este desafio.

    Obrigada por partilhar a sua sabedoria.
    Daniela Gonçalves

    Curtir

  2. Estou muito feliz em encontrar seu blog. Meu pai tem disfagia há 6 anos. Sua dieta deve ser de pastosa para líquida. Em dias comuns ele aceita as sopas, mas todos os dias enjoa. Além disso, em datas comemorativas sempre temos dificuldades em colocá-lo à mesa, passando vontade por não poder comer do nosso cardápio. Espero ver mais receitas aqui pra melhorar a qualidade de vida dele.

    Curtir

  3. Bom dia, minha mae tem ELA a 6 meses e tem disfagia, gostaria de adicionar a carne (vermelha) a sua dieta, de que forma, que outras receitas posso utilizar?

    Parabéns pela iniciativa

    Obrigado

    Curtir

  4. Olá! Meu paizinho tem 85 anos e tem problema de disfagia. Começou no ano passado, e sua dieta é pastosa e liquidos espessados. O que ele adora é pastel, coxinha e kibe. Poderia me passar algumas receitas?

    Curtir

  5. Oi Cris,
    É um prazer ver o seu trabalho, humanizado e diferenciado. Essa sua iniciativa é muito bem vinda, traz para nós profissionais de saúde um pouco do seu conhecimento e de sua ciência, mostrando que a dieta pastosa pode ser atrativa, gostosa e bem aceita pelas pessoas com disfagia, e que vai muito além de alimentos liqüidificados todos juntos, monocromático, permite que o paciente possa ter prazer em comer, possa aguçar os sentidos, possa degustar cada alimento, sentindo o gosto de cada um deles. Parabéns

    Flávia

    Curtir

  6. A APRESENTAÇÃO DA DIETA TERAPIA VEM SENDO OBSERVADO COMO UM DOS PONTOS MAIS IMPORTANTES NA ATRAÇÃO DOS PACIENTES PELA COMIDA.
    A IANAPETENCIA PODE SER “CONTORNADA” COM MAIS FACILIDADE
    A BUSCA PEO NTERESSE EM “COMER” VEM SENDO FACILITADO QUANDO APRESENTAMOS UM CARDAPIO SORTIDO E DE APARENCIA A CONQUISTAR O PACENTE.
    HUMANIZAÇÃO + SEGURANÇA E SEMPRE MUITO BEM VINDO, A SUA EXPERTISE EM NOS APRESENTAR ESSA NOVA ROUPAGEM E DE CARATER FUNDAMENTAL.
    OBG PELA SUA CONTRIBIÇÃO AO NOSSO TRABALHO

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s